MEO

Dúvidas, problemas, novidades... se tem a ver com Informática, é aqui!
Raquel*
Experiente
Experiente
Mensagens: 310
Registado: sábado, 26 janeiro 2008 12:08

Re: MEO

Mensagem por Raquel* »

Já sou cliente MEO e tenho apenas uma box, mas agora com a questão da TDT estava a pensar colocar a segunda box. Falei com um funcionario da loja do Dolce Vita e informaram-me que o custo de intalação da segunda box seria de 40€.

Sabem de alguma forma para não suportar este custo de instalação?

Avatar do Utilizador
Pedro
Administrador
Administrador
Mensagens: 12027
Registado: quarta-feira, 10 novembro 2004 20:07

Re: MEO

Mensagem por Pedro »

Já tentaste a linha de retenção do cliente? Pelo que me indicaram, eles estão autorizados a realizar pedidos que a linha normal não pode aceitar... com sorte, a tua situação enquadra-se dentro da área deles.

Raquel*
Experiente
Experiente
Mensagens: 310
Registado: sábado, 26 janeiro 2008 12:08

Re: MEO

Mensagem por Raquel* »

Qual é o número dessa linha?

Avatar do Utilizador
Pedro
Administrador
Administrador
Mensagens: 12027
Registado: quarta-feira, 10 novembro 2004 20:07

Re: MEO

Mensagem por Pedro »

É a mesma que indiquei na página anterior, para a renegociação da mensalidade. Ligas para o 16200, escolhes o 4 no primeiro menu e o 6 no segundo.

Raquel*
Experiente
Experiente
Mensagens: 310
Registado: sábado, 26 janeiro 2008 12:08

Re: MEO

Mensagem por Raquel* »

Consegui o tal desconto mas relativamente ao custo do intalação da segunda box não foi possivel evitar, mesmo tendo usado a velha desculpa da rescisão!

Avatar do Utilizador
Pedro
Administrador
Administrador
Mensagens: 12027
Registado: quarta-feira, 10 novembro 2004 20:07

Re: MEO

Mensagem por Pedro »

Houve uma alteração nos tarifários do Meo. Em ADSL, desapareceu o tarifário 15 Plus, passando o de 24 a ocupar o seu lugar. Em termos práticos, para quem tinham o 15 Plus não deverá haver grande diferença, pois a esmagadora maioria dos utilizadores não deve chegar aos 24 mbps devido às limitações da tecnologia ADSL.

Em fibra, mantiveram-se os preços mas houve uma duplicação de velocidades (15 passa para 30, 50 para 100, etc).

Avatar do Utilizador
duffy
Lendário
Lendário
Mensagens: 3475
Registado: domingo, 14 novembro 2004 22:54

Re: MEO

Mensagem por duffy »

Também já liguei lá, consegui um desconto de 10,5€ na mensalidade, já não é nada mau.

Avatar do Utilizador
Pedro
Administrador
Administrador
Mensagens: 12027
Registado: quarta-feira, 10 novembro 2004 20:07

Re: MEO

Mensagem por Pedro »

Houve uma alteração no serviço Meo Go. Era suposto começar a ser pago a partir deste mês, mas parece que alguém na PT percebeu que ia ser um fracasso com o plano de preços que tinham. Assim, o Meo Go passa a ser grátis quando utilizado na rede de casa, sendo pago apenas para os utilizadores de telemóvel. Acaba por ser um bónus útil, em vez de uma "curiosidade" que quase ninguém iria utilizar, se mantivessem o preçário antigo.

O serviço em si funciona razoavelmente bem. Já experimentei no PC, telemóvel Android e iPad e não deu problemas. A qualidade de imagem é boa, sendo que a única "queixa" é o reduzido número de canais. Não é um serviço pelo qual pagaria, mas sendo gratuito... vou utilizar.

Avatar do Utilizador
Pedro
Administrador
Administrador
Mensagens: 12027
Registado: quarta-feira, 10 novembro 2004 20:07

Re: MEO

Mensagem por Pedro »

E houve uma alteração na grelha... o Sony Pictures Entertainment foi trocado pelo AXN White (novo canal da AXN, que já andavam a anunciar há algum tempo). De início ainda pensei que fosse um canal a mais, mas depois reparei que o Sony tinha desaparecido. É pena, ainda via lá algumas séries e filmes... vamos ver como é o novo AXN.

Avatar do Utilizador
Carol
Veterano
Veterano
Mensagens: 887
Registado: sábado, 11 novembro 2006 19:28

Re: MEO

Mensagem por Carol »

«Smash», a nova produção de Steven Spileberg, e «GCB», dos criadores de «O Sexo e a Cidade», são as duas principais apostas do novo canal AXN White, com começa as suas transmissões no próximo sábado, dia 14 de Abril, ocupando o lugar do Sonny Channel.

O vice-presidente de programação e produção da SPTI Networks Ibéria, Carlos Herran, afirmou esta quarta-feira na apresentação do novo canal da Sony Pictures Entertainment que o AXN White é o «irmão» do AXN Black. «Enquanto o segundo é mais irreverente, irrequieto, o White é mais engraçado, mais certo, o membro mais simpático da família. São irmãos muito diferentes mas que compartilham o mesmo ADN, o AXN. Compara o AXN White às bebidas lights. Não fazem mal».

Os pilares do AXN White são as séries de comédia (por exemplo, «Dois Homens e Meio», «Community» ou «A Teoria do Big Bang») e drama (a terceira temporada de «Mágoas de Grandeza») e o cinema («Billy Elliot», «Beleza Americana», «Spy Kids», «Habana Blues», «Mulher com Cão Procura Homem com Coração», «Maridos e Mulheres», «Forrest Gump», «O Misterioso Assassínio em Manhattan», «Truman Show – A Vida em Directo», «Ghost – O Espírito do Amor», «Sete Anos no Tibete», «Hamlet» e «Michael Collins», entre outros 100 títulos por ano).

«Às 21h00 teremos a hora do drama e às 21h50 o cinema, todos os dias. As principais estreias do canal ocorrerão aos fins-de-semana, com episódios duplos nas séries de humor. A nossa grelha está desenhada para ser rapidamente assimilada pelo espectador. A ideia do AXN White é complementar os outros canais da Sony Pictures Entertainment.»

No próximo fim-de-semana, data de estreia do AXN White, teremos dois dias de ante-estreias, sendo apresentadas em primeira-mão as seguintes séries:

Smash
«Drama musical que celebra a beleza e a dor de um teatro da Broadway. A trama segue o processo de selecção dos aspirantes a actores que possuem o mesmo desejo em comum: ser as próximas «estrelas» do próximo grande êxito da Broadway. A série centra-se no processo de criação de um musical baseado na vida de Marilyn Monroe, escrito por dois grandes compositores de sucesso, Tom (Christian Borle, nomeado para um prémio Tony pelo musical «Legally Blonde: The Musical») e Julia (Debra Messing, vencedora de um Emmy Award pelo seu papel em «Will & Grace»).
Adicionalmente, a série segue as vidas pessoais das suas personagens. Julia está no meio de um complicado processo de adopção com o seu marido Frank (Brian D´Arcy, actor nomeado para um Tony por «Shrek The Musical»), com quem está casada há muitos anos. No entanto, quando lhe surge a oportunidade de ser a autora de outro musical na Broadway, a sua atenção é desviada do processo de adopção…
Rapidamente aparece a rivalidade pelo papel de protagonista do musical entre uma jovem actriz inexperiente, Karen (Katharine McPhee de «American Idol»), que tenta conseguir a fama na grande cidade apesar de todas as dificuldades, e uma veterana, Ivy Lynn (Megan Hilty de «9 to 5: The Musical»), que está decidida a sair do coro onde trabalha actualmente e conseguir finalmente um papel de sucesso.
Uma tenaz produtora, Eileen (a vencedora de um Oscar Anjelica Huston, por «A Honra dos Padrinhos»), descobre o projeto de Marilyn e embarca na produção do espectaculo com o brilhante diretor, Derek (Jack Davenport de «Os Piratas das Caraíbas»), cujo talento fica muitas vezes ofuscado pelo seu egocentrismo e astúcia imoral.
Outros actores do elenco são ainda Jaime Cepero no papel de Ellis e Raza Jaffrey («O Sexo e a Cidade 2») no papel de Deb.
A ideia da série é de Steven Spielberg, produtor executivo vencedor de um Oscar e de vários Emmy Awards. «Smash» é uma produção da Universal Television, associada à Dreamworks Televisione Madwoman in the Artic.


GCB
«Divertido drama que demonstra que qualquer um pode voltar a casa… possível apenas se estiver disposto a enfrentar os fantasmas do passado. Amanda Vaughn (Leslie Bibb de «A Encruzilhada» e «Homem de Ferro»), que no passado havia sido a «ovelha negra» da escola, vê-se obrigada a voltar à sua cidade natal depois de ver o seu casamento acabar num grande escândalo. Receosa mas ao mesmo tempo desesperada, Amanda não tem outro remédio senão voltar-se para a sua mãe, Gigi (Annie Potts), para lhe pedir ajuda. Gigi, uma mulher totalmente integrada na vida social de Dallas, nada mais deseja que ter a sua filha de volta e ter a oportunidade de oferecer aos seus netos uma educação decente e bem orientada. O problema é que Amanda já não é a mesma rapariga de há 20 anos, e tem dúvidas entre voltar a entrar nesse mundo de ostentação, status e malidecências. Ela esperava um recomeço, mas rapidamente percebe que não é fácil escapar ao passado nesta comunidade tão restrita.
As mulheres de Dallas não estão nada satisfeitas com o regresso de Amanda à cidade. Carlene Cockburn (Kristin Chenoweth), que durante o tempo da escola era o «patinho feio», torturada vezes sem conta por Amanda, sofreu uma grande transformação. Agora é perfeita, tem uma vida organizada com um marido genial, mas não conseguiu ultrapassar todas as humilhações do passado. Também aparece Cricket Caruth-Reilly (Miriam Shor), a quem Amanda «roubou» o namorado, com quem se viria a casar. Cricket é agora uma mulher de negócios bem sucedida e implacável, com um casamento perfeito… ou pelo menos é o que o que deixa transparecer. Sharon Peachman (Jennifer Aspen), a rainha da beleza que perdeu o seu momento de glória graças a um rumor iniciado por Amanda, nunca mais voltou a ser a mesma. E, por último, temos Heather Cruz (Marisol Nichols), uma antiga outsider que pouco a pouco se foi integrando no grupo dos ricos, tementes a Deus, no fundo, os que formam a maior fatia da alta sociedade de Dallas. «GCB» é protagonizado por Leslie Bibb («Homem de Ferro») no papel de Amanda Vaughn, Kristin Chenoweth («Malmequer, Bem-me-quer») como Carlene Cockburn, Annie Potts («Lei e Ordem: Unidade Especial») como Gigi Stopper, Jennifer Aspen («Rodney») como Sharon Peachman, Miriam Shor («Sem Escrúpulos”) como Cricket Caruth-Reilley, Marisol Nichols («24») como Heather Cruz, Mark Deklin («Lone Star») como Blake Reilly, David James Elliott («JAG: Em Nome da Justiça») como Ripp Cockburn e Brad Beyer («Jericó») como Zack Peachman.
Baseada no livro de grande sucesso de Kim Gatlin, «Good Christian Bitches», «GCB» é produzida por Robert Harling («Flores de Aço»), Darren Star («O Sexo e a Cidade»), Aaron Kaplan («Terra Nova»), Gretchen J. Berg e Aaron Harberts («Malmequer, Bem-me-quer») e Victor Neli Jr. («Betty Feia»).


Doutora em Alabama
Nesta nova produção, Rachel Bilson («OC – Na Terra dos Ricos») interpreta a nova-iorquina Zoe Hart, que pensa que a sua vida está resolvida depois de se formar com um dos melhores resultados do seu curso de Medicina, seguindo as pisadas do seu pai, como cirugiã de cardiologia em Nova Iorque. Mas ao que parece a vida tem outras planos para Zoe… Quando lhe é recusado o prestigiado lugar que julgava «estar no papo», Zoe fica sem trabalho e sem planos para o futuro. Desesperada, responde ao repto lançado pelo bondoso mas estranho Dr. Harley Wilkes (o actor convidado Nicholas Pryor), que conheceu na altura da sua formação na faculdade de Medicina e que lhe ofereceu um emprego no seu pequeno centro de saúde em BlueBell, no Alabama. Perante esta situação, Zoe vê-se obrigada a engolir o seu imenso orgulho e a mudar-se de cabisbaixa para o sul, sempre com a ideia fixa que é só uma situação temporária. Quando Zoe chega à pitoresca BlueBell, dá de caras com um advogado bonito, o solteiro mais cobiçado da cidade, George Tucker (Porter). George fica emocionado ao descobrir que Zoe é de Nova Iorque, cidade onde ele viveu durante anos antes de regressar à sua cidade natal. Zoe fica toda animada depois de conhecer este verdadeiro cavalheiro, mas o seu semblante muda radicalmente assim que chega ao consultório onde vai começar a trabalhar e descobre que o Dr. Wilkes morreu e que, surpreendentemente, deixou o seu lugar para ela. Para complicar ainda mais as coisas, Zoe conhece o médico com quem terá que partilhar o trabalho no centro de saúde, um médico local, Brick Breeland, uma figura imponente que não concorda em partilhar pacientes com ninguém e muito menos com uma novata recém chegada de Nova Iorque. O mesmo tipo de desagrado sente Zoe pela filha de Brick, Lemon (King), uma beleza cuja boa disposição desaparece quando chega Zoe.
«Doutora em Alabama» passa-se na cidade de BlueBell, onde os vizinhos cuidam uns dos outros, o carteiro sabe o nome de todos e todas as terças-feiras há um desfile… e nunca ninguém tinha visto uma pessoa como Zoe Hart. Este «peixe fora de água» protagoniza esta comédia dramática sobre a vida numa pequena cidade, as atitudes que têm as pessoas de uma grande cidade e os complicados triângulos amorosos, tudo isto protagonizado por um elenco de luxo: Jaime King («Sin City»), Wilson Bethel («Generation Kill»), Cress Williams («Anatomia de Grey») e Scott Porter («The Good Wife»). É produzida por Bonanza Productions Inc. em associação com a Fake Empire, Warner Bros. Television e CBS Television Studios. Os produtores executivos são Leila Gerstein, Josh Schwartz, Stephanie Savage («Gossip Girl» e «OC – Na Terra dos Ricos»), Len Goldstein e Donald Todd («Betty Feia»).

Parece-me que será basicamente igual ao Sony, com comédias e dramas de menor categoria..
Podiam era manter algumas das séries que davam no sony e que não acabaram a temporada.

Avatar do Utilizador
Ricky147
Lendário
Lendário
Mensagens: 1007
Registado: segunda-feira, 04 setembro 2006 11:53

Re: MEO

Mensagem por Ricky147 »

Na ZON passou-se o mesmo e do que pude apreciar a programação deste AXN White não difere muito do Sony TV.

Avatar do Utilizador
Pedro
Administrador
Administrador
Mensagens: 12027
Registado: quarta-feira, 10 novembro 2004 20:07

Re: MEO

Mensagem por Pedro »

CM terá canal de televisão no Meo em 2013

O canal de televisão do Correio da Manhã vai arrancar no primeiro trimestre de 2013, com 24 horas de emissão diária totalmente em português. O acordo de parceria foi assinado hoje entre os presidentes da Cofina e da PT, Paulo Fernandes e Zeinal Bava, respectivamente.

Octávio Ribeiro, director do Correio da Manhã, e "o grande mentor deste projecto", como disse Zeinal Bava, explicou que o "Correio da Manhã TV é um canal onde, seguramente, se vai cultivar a liberdade de informação, a coragem de informar os cidadãos".

"É um canal no qual as pessoas vão ver informação de grande qualidade. Mas não vai ser um canal só de informação. Vamos ter entretenimento e humor; vamos promover os novos valores da cultura portuguesa na área do audiovisual. Tudo isto, mais os conteúdos tipicamente CM. Ninguém em Portugal pode estar bem informado se achar que pode passar ao lado do Correio da Manhã. Além destes conteúdos, contamos também com os conteúdos de todos os títulos deste grande grupo. Vamos ser um elemento aglutinador de conteúdos do grupo Cofina", acrescentou Octávio Ribeiro.

Para Octávio Ribeiro, este projecto é "uma união entre dois líderes". "O Correio da Manhã, que tem há três anos mais de um milhão de leitores diários, e o Meo, que já é líder no triple-play. A Correio da Manhã TV será totalmente falada em português, produzida por profissionais portugueses, tendo meios espalhados por todo o País".

Zeinal Bava, presidente da PT, revelou que há muitos anos que havia vontade de fazer uma parceria estratégica com a Cofina (grupo que detém o CM). "Queremos ter mais conteúdos na nossa língua e, de preferência, de produção local. O Correio da Manhã e o grupo Cofina têm conteúdos absolutamente extraordinários, quem quiser entender Portugal tem de ler o Correio da Manhã. Quem quiser ver e conhecer o País na televisão vai com certeza ver também a Correio da Manhã TV. É um conteúdo que vai aproximar mais as pessoas daquilo que é a realidade do País. Estou curioso para ver este canal ir para o ar, no primeiro trimestre do ano. Não tenho dúvidas que vai ser um grande sucesso, como tem sido sucessos todas as apostas que a Cofina tem feito", disse.

Paulo Fernandes, presidente do grupo Cofina, sublinhou o facto de que esta será uma "estação de televisão que representa a nova geração", que "rompe com os paradigmas instalados, que usa as novas tecnologias e que estará mais próxima dos telespectadores. Esta foi uma das razões para que ocorra na plataforma Meo".

Para este responsável, a Correio da Manhã TV será um projecto "claramente diferenciador no panorama televisivo e não apenas em termos de conteúdos e de grelha, mas também na componente tecnológica e multiplataforma".
O novo canal levará à contratação de cerca de 80 novos colaboradores.

Fonte: Correio da Manhã
Espero que a ideia seja adicionar um canal e não substituir um dos já existentes (com a minha sorte, a escolha iria cair num dos que vejo :p).

Avatar do Utilizador
Pedro
Administrador
Administrador
Mensagens: 12027
Registado: quarta-feira, 10 novembro 2004 20:07

Re: MEO

Mensagem por Pedro »

Mais duas alterações no Meo. Passou a haver mais um canal infantil, o Panda Biggs, na posição 42. Não me lembro do que havia antes na posição 42 (se é que havia alguma coisa), mas olhando para a programação... não vem acrescentar nada de novo. A outra alteração tem a ver com o canal Hollywood, que passará a emitir em 16:9 a partir de amanhã - algo a que quem tem o Hollywood HD já está habituado e que faz todo o sentido tendo em conta o conteúdo do canal.

Avatar do Utilizador
banjix
Lendário
Lendário
Mensagens: 1635
Registado: quinta-feira, 23 fevereiro 2006 17:28

Re: MEO

Mensagem por banjix »

O canal 42 no MEO (satélite) do meu sogro tinha o canal Panda!

Avatar do Utilizador
Pedro
Administrador
Administrador
Mensagens: 12027
Registado: quarta-feira, 10 novembro 2004 20:07

Re: MEO

Mensagem por Pedro »

O Panda manteve-se aqui, está na posição 43. Dado essa ser a zona dos canais infantis, suponho que tenham removido algum do género... ou então aproveitaram um espaço em branco.