Bombeiros Voluntários mudam-se para a Guarda Inglesa

Para conversar e discutir temas relacionados com Coimbra
Avatar do Utilizador
Pedro
Administrador
Administrador
Mensagens: 12047
Registado: quarta-feira, 10 novembro 2004 20:07

Bombeiros Voluntários mudam-se para a Guarda Inglesa

Mensagem por Pedro »

Voluntários mudam-se para a Guarda Inglesa

A Câmara propôs e a Direcção não pode estar mais satisfeita. O novo quartel dos Bombeiros Voluntários irá ser construído na Guarda Inglesa, no terreno onde está ainda a pista de motocross. Cumpre-se, assim, a promessa de Carlos Encarnação de aumentar a protecção na margem esquerda. A preocupação é agora a de saber se o projecto do quartel “cabe” no novo terreno

Afinal, o novo quartel dos Bombeiros Voluntários de Coimbra irá ser construído na Guarda Inglesa, precisamente no terreno onde agora está a funcionar a pista de motocross. Confirma-se, assim, a pretensão da autarquia de construir um quartel de bombeiros na margem esquerda do Mondego.

Carlos Encarnação cumpriu a promessa feita na tomada de posse do novo comandante dos Bombeiros Sapadores e no passado domingo terá dado a conhecer a escolha da Câmara de Coimbra à Direcção dos Voluntários de Coimbra, logo após a cerimónia de inauguração do quartel de Brasfemes.

«Pelo presidente da Direcção, a proposta está aceite», garantiu Fausto Garcia ao Diário de Coimbra. Até porque este terreno, localizado na margem esquerda, mesmo à beira do Mondego, era desde sempre a primeira escolha dos Bombeiros Voluntários de Coimbra.

«É verdade que já tínhamos proposto aquele terreno por várias vezes à Câmara», confessou Fausto Garcia que, apesar de preferir não acrescentar grandes pormenores à proposta da autarquia, não conseguiu esconder a «satisfação» por a Câmara estar «em sintonia» com a vontade dos bombeiros.

«É, realmente, o local ideal», continuou o dirigente, destacando a aproximação do terreno às principais vias rodoviárias da cidade, ao rio e a ambas as margens do Mondego como alguns dos principais trunfos do local.

Projecto terá de caber no terreno

«Para além disso, o facto de não precisar de terraplanagens, pode acelerar a obra» do novo quartel, continuou o responsável, destacando ainda o facto de «a proximidade do rio nos permitir manter ali um barco permanentemente, para socorro em caso de afogamentos».

Resta agora saber se o projecto, pronto há vários anos, e adaptado ao terreno inicialmente previsto para o quartel dos Voluntários - na Estrada de Eiras, junto ao IC-2 – irá caber na ainda “pista de motocross”. «É essa a nossa maior preocupação neste momento», adiantou o presidente da Direcção dos Voluntários, confiante de que «tudo vai correr bem» e que o novo quartel estará pronto «o mais rápido possível».

Fausto Garcia recorda que terá de reunir com «os restantes membros da Direcção para lhes apresentar a proposta da autarquia» mas isso é coisa que não o preocupa. A aprovação da proposta é quase certa, uma vez que «existe, desde sempre, grande sintonia em torno daquele terreno».

Recorde-se que, contactado na passada semana pelo Diário de Coimbra, Carlos Encarnação admitiu que a autarquia estaria a realizar estudos no sentido de encontrar o melhor terreno para o novo quartel. «Queremos um terreno que garanta todas as condições e isso é um trabalho que não pode ser feito de um momento para o outro», afirmou o autarca, garantindo, na ocasião, que «a localização ideal» para a estrutura seria na margem esquerda, uma vez que é a zona da cidade «mais resguardada» de protecção nesta área.

Na mesma altura, Fausto Garcia lembrou que Voluntários de Coimbra estão a perder dinheiro com os atrasos na decisão, não só porque têm «um projecto pronto e aprovado» para a venda do actual quartel (serão ali construídos um estacionamento subterrâneo, lojas e casas de habitação), mas também porque o novo espaço incluirá um polidesportivo que «poderia ser alugado e nos daria, pelo menos, 350 euros por dia». A situação parece estar agora prestes a chegar a uma solução.

Pista de motocross poderá transferir-se para a Lamarosa

O futuro da pista de motocross, localizada na Guarda Inglesa há alguns anos para provas profissionais e amadoras da modalidade e cujo terreno a Câmara agora propõe à Direcção dos Bombeiros Voluntários, parece já estar assegurado.

O Diário de Coimbra sabe que estão a decorrer negociações para a sua transferência para um terreno na freguesia da Lamarosa, contactos confirmados, aliás, pelo presidente da junta local.

«Há realmente essa intenção, a Câmara já entrou em contacto comigo, mas ainda não reunimos para acertar pormenores», afirmou Lino Trovão, não especificando para onde irá ser transferida a pista. O que é certo é que, continuou, «a junta tem todo o interesse que a transferência se faça», uma vez que «estamos perante uma infra-estrutura que poderá vir a contribuir para o desenvolvimento da freguesia. E esta bem precisa», concluiu.

Fonte: Diário de Coimbra
Parece-me um bom sítio para o quartel, principalmente devido à questão do rio (ter um barco sempre pronto pode ser muito útil). Os únicos problemas que vejo residem no trânsito naquela zona em horas de ponta (embora os bombeiros possam ligar as sirenes, acabam sempre por perder uns 2 minutos) e no tal tamanho do quartel quando comparado com o terreno.

Em relação à pista, quando passava por lá via sempre miúdos de bicicleta a usá-la (presumo que isto também signifique o fim da pista de bicross)... não estou a vê-los a pedalar até à Lamarosa só para andarem um bocado, pelo que duvido que venha a ter muito sucesso nesse aspecto.

Avatar do Utilizador
Jeordie
Experiente
Experiente
Mensagens: 200
Registado: quinta-feira, 11 novembro 2004 23:59

Mensagem por Jeordie »

realmente é bom para este lado da margem. mas a pista é uma pena.
talvez possam por a pista noutro local. a localização para o quartel é muito boa.