Dinheiros camarários e de Estado

Para conversar e discutir temas relacionados com Coimbra
Avatar do Utilizador
ShichiAkaAkuma
Veterano
Veterano
Mensagens: 798
Registado: domingo, 21 novembro 2004 16:35

Dinheiros camarários e de Estado

Mensagem por ShichiAkaAkuma »

Factos:

* Coimbra endividou-se na construção do Estádio Cidade de Coimbra e do Eurostadium.

* Os jogos da Académica não rendem a nível de bilheteira.

* A Ponte Europa, com os seus mais que muitos atrasos, custou mais de o dobro do previsto.

* As escolas, apesar de boas na sua maioria, têm os naturais problemas dos quais todas as escolas nacionais padecem.

Por este ponto de vista poderiamos dizer que o dinheiro anda a ser mal gasto e que, por este caminho, a situação vai tender a complicar-se. Porém, será assim mesmo?

É certo que se gastou balúrdios a nível de construção nos últimos tempos, mas também é de notar que, em pouco tempo, as contas ficarão equilibradas a nível do Dolce Vita Coimbra: não há nada que mais renda do que um bom centro comercial numa zona estratégica.

O problema das receitas de bilheteira é um mal nacional. Se nem os três grandes enchem os seus próprios estádios o que dizer dos outros?
Podia-se ter feito então um estádio menor? Talvez, mas o que é que Coimbra teria ganho com isso? Dizemos que fez-se um estádio demasiado grande para as necessidades da equipa e só para se fazerem 2 jogos do Europeu. Porém, se não se tivesse feito um estádio assim nem um jogo do Europeu teriamos tido nesta cidade e Coimbra teria sido simplesmente apagada do mapa nacional: não é assim que vamos evoluir.

O problema da Ponte Europa deve-se mais a algumas décadas de esquecimento e planos "feitos à pressa". Descobriu-se que afinal havia um plano melhor para a ponte a nível de localização. Não duvido; quem vive na zona do Bairro Norton de Matos ou no Vale das Flores já reparou que o trânsito às 18:00 tornou-se muito pior. Porém, o problema não se deve somente à ponte, mas sim a sinais luminosos a poucos metros da rotunda à frente dos Bombeiros que cria um trafego confuso entre uma rotunda com 3 saídas e 3 entradas quando o sinal está vermelho. Não teria lógica ser só graças à ponte, porque depois desses sinais o trânsito caminha livremente e a grande velocidade.

E agora vem o principal motivo pelo qual coloquei este tópico: as escolas.
Vieram falar bem do dinheiro que deveria ser gasto nelas em vez de em estádios e centros comerciais.
Habitualmente dizemos: "Construiram 10 estádios novos quando precisávamos de hospitais e escolas!" Será bem assim?

Quantas escolas neste país encerram por falta de alunos? Será que falta algum hospital perto de alguma grande cidade?

A questão será mais a ordenação. É ridiculo haver escolas só para 1/2 alunos, como também é ridiculo obrigar uma criança a ter que se deslocar dezenas de quilómetros para ir para uma. Trata-se novamente de um problema social: nos dias de hoje é praticamente impossível uma criança poder crescer num ambiente rural afastado de outras crianças. Tal dificulta-lhe a vida a nível social e profissional. Então o que fazer? Criar apenas uma escola no centro de várias destas comunidades? Provavelmente não ia resultar, porque nesse tipo de situações há sempre uma escola onde estão 90% desses alunos e obrigá-los a mudar dessa maneira por causa de uns poucos nunca seria bem visto.
Concordo plenamente quando se fala num abandono dos recintos escolares deixando-os cair a níveis de podre.

Hospitais existem e são bons... Estão é nas grandes malhas urbanas do Litoral. No interior há poucos hospitais, mas também é muito pouca população em relação ao litoral. Trata-se novamente de mais um caso de má distribuição urbana neste país, mas isso é inevitável até um certo ponto. Será que é necessário construir um hospital para uma população de 5000 pessoas? Isso sim seria gastar dinheiro público indevidamente e sem um bom plano. Talvez melhorar - e muito - os centros de saúde dessas zonas, ampliando-os e renovar os hospitais que existem para que possam prestar melhor serviço.

NOTA FINAL: Costuma-se bater no Euro 2004 e no dinheiro que foi gasto nele, mas as pessoas não falam que não fora o Euro 2004 e a Economia deste país teria sido muito pior no ano de 2004 e que, efectivamente, houve um impacto positivo na economia, principalmente a nível do aumento de produção, do Valor Acrescentado Bruto, das renumerações e do emprego associados e no turismo.
Mas há alguma obra neste país que signifique gastar dinheiro que não seja muito criticada??!!

NOTA PÓS-FINAL: Mas alguém vai ler isto??!!

Avatar do Utilizador
Pedro
Administrador
Administrador
Mensagens: 12047
Registado: quarta-feira, 10 novembro 2004 20:07

Mensagem por Pedro »

Nota Inicial: Eu li isso :P.

Em relação ao Euro 2004, tirando o facto de termos perdido na final, acho que foi positivo. Permitiu a renovação das infra-estruturas desportivas disponíveis em pontos-chave, assim como uma renovação da área envolvente. Já para não falar que funcionou como motivação para a conclusão de certas obras (sem Euro 2004 provavelmente ainda estávamos sem Ponte Europa).

Se precisamos de um estádio tão grande... depende de como for usado. Com o black shot, a assistência nos jogos da Académica tem vindo a aumentar, embora ainda ande apenas pelos 7000 espectadores (se bem que há muitas equipas da dimensão da Académica que nem metade disso têm nos seus jogos). No entanto, se o estádio fosse mais pequeno, nem estádio teríamos... o que impediria a renovação de tudo à sua volta. A isto há que acrescentar que o estádio não é (supostamente) para ser utilizado apenas para jogos (veja-se o concerto dos Rolling Stones na sua inauguração).

Sobre a Ponte Europa, concordo que foi mal planeada em termos de acessos. Já não vou falar na confusão que é entrar e saír da ponte para quem lá passa pela primeira vez... mas sim em termos de escoamento de trânsito. Embora não existam grandes problemas para quem vai de St Clara para o Vale das Flores, quem faz o trajecto contrário em horas de ponta acaba por ter de enfrentar algum trânsito em Santa Clara. Eu resolvo isso indo pelo outro trajecto (subir até à rua do Brasil, passar ao lado do Parque e atravessar a ponte de Santa Clara), mas esta é uma questão que deveria ter sido estudada inicialmente (provavelmente arranjando uma ligação mais "simples" entre a ponte e a IC2). Mas, apesar de tudo, a ponte também resolveu muitos problemas de trânsito... pelo que acho que foi uma obra positiva.

Falando sobre os hospitais e escolas, também acho que a construção de mais pouco ou nada ia resolver. As escolas são um assunto difícil de resolver... embora seja difícil criar uma escola "principal" para várias comunidades, também se torna insustentável ter várias "mini-escolas" para um ou dois alunos. Isto não se resolve com mais escolas, mas sim arranjando um plano de transportes que resolva o problema da distância entre os alunos e a sua escola. Sobre os hospitais, também penso que mais útil que aumentar o número de hospitais seria melhorar os centros de saúde, transformando-os em algo onde as pessoas pudessem ir nas urgências menores (que são as responsáveis pela grande afluência aos hospitais). Hoje em dia os centros de saúde servem para pouco mais que receitar comprimidos e esse não deveria ser o seu objectivo.

Resumindo, muitos dos problemas poderiam resolver-se aplicando pouco dinheiro a melhorar as estruturas existentes ou procurando soluções alternativas. Infelizmente, costuma faltar visão para procurar essas soluções...

Avatar do Utilizador
Yagami
Lendário
Lendário
Mensagens: 1007
Registado: sábado, 13 novembro 2004 19:41

Mensagem por Yagami »

O problema da Ponte Europa deve-se mais a algumas décadas de esquecimento e planos "feitos à pressa". Descobriu-se que afinal havia um plano melhor para a ponte a nível de localização. Não duvido; quem vive na zona do Bairro Norton de Matos ou no Vale das Flores já reparou que o trânsito às 18:00 tornou-se muito pior. Porém, o problema não se deve somente à ponte, mas sim a sinais luminosos a poucos metros da rotunda à frente dos Bombeiros que cria um trafego confuso entre uma rotunda com 3 saídas e 3 entradas quando o sinal está vermelho. Não teria lógica ser só graças à ponte, porque depois desses sinais o trânsito caminha livremente e a grande velocidade.
As coisas funcionavam muito melhor com os semáforos antigos... O que eles fizeram foi "movê-los" para onde tinha mais lógica ser a localização deles - ao pé das passadeiras - mas o que deviam ter feito era trocar as passadeiras de sítio :P
Hospitais existem e são bons... Estão é nas grandes malhas urbanas do Litoral. No interior há poucos hospitais, mas também é muito pouca população em relação ao litoral. Trata-se novamente de mais um caso de má distribuição urbana neste país, mas isso é inevitável até um certo ponto. Será que é necessário construir um hospital para uma população de 5000 pessoas? Isso sim seria gastar dinheiro público indevidamente e sem um bom plano. Talvez melhorar - e muito - os centros de saúde dessas zonas, ampliando-os e renovar os hospitais que existem para que possam prestar melhor serviço.
Isso e obrigar os médicos desses centros de saúde a trabalhar. Cabe na cabeça de alguém que os pacientes estejam no centro de saúde às 9 e os médicos só cheguem às 10 para umas 2 horas de consultas? Quanto a no interior haver poucos hospitais, não concordo. Há é, como tu disseste, hospitais suficientes para a população. O problema é que a quantidade de médicos é claramente insuficiente para as necessidades dessa população (no hospital da Guarda, por exemplo, não houve médicos pediatras durante bastante tempo).

Lion
Veterano
Veterano
Mensagens: 531
Registado: sexta-feira, 12 novembro 2004 13:21

Mensagem por Lion »

realmente é cada testameto....n dá vontade nenhuma de ler...mas vou fazer um esforço

andre_aac_12
Regular
Regular
Mensagens: 165
Registado: segunda-feira, 15 novembro 2004 20:48

Mensagem por andre_aac_12 »

Eu li os testamentos e vcs falam dos semaforos em frente aos bombeiros mas eu moro ao pe do centro de saude e sem semaforos ja la ia sendo atropelado umas qtas vezes :? :?

Mas tb a 2 dias n fui atropelado (os semaforos tavam a funcionar) por muito pouco

Quanto aos estadios e assim por acaso o nosso acaba por tar mais cheio do que o do leiria (que ja chegou a ter 800 pessoas a ver o jogo :? Mas quanto a mim foi um absurdo fazerem-se estadios para 2 jogos :roll: :roll:

Quanto aos hospitais e escolas e quando andava no 6º ano ensinaram-me em historia que o que o salazar fez foi cortar na educção e na saude (provavelmente estao-se a perguntar onde ja viram/ouviram isto :roll: :roll: :roll: )

Epa a necessidade de um estadio frente a um hospital ou a uma escola e relativa(se tivermos em lisboa venha o estadio, em coimbra passa-se o mesmo) mas concerteza noutros locais :?

Desculpem la o testamento (provavelmente ja ng le esta parte ja adormeceram entretanto :lol: )

Cumps

usaralho
Lendário
Lendário
Mensagens: 1577
Registado: domingo, 21 novembro 2004 1:37

Mensagem por usaralho »

eu voto nas passadeiras.... mas qq um com meio palmo de testa não ve q é uma grande estupides colocar passadeiras à saida de rotundas? Eng. civis, apontem-me boas razoes para isto ser assim

edit: custa muito ler isto?
Última edição por usaralho em quinta-feira, 16 dezembro 2004 12:14, editado 1 vez no total.

Avatar do Utilizador
Oka_Game
Veterano
Veterano
Mensagens: 952
Registado: quinta-feira, 11 novembro 2004 15:04

Mensagem por Oka_Game »

NOTA: Eu li tudo...

[^spoon^]
Regular
Regular
Mensagens: 152
Registado: quinta-feira, 09 dezembro 2004 21:57

Mensagem por [^spoon^] »

Eu também consegui ler tudo sem adormecer... :D

Ora vejamos, em primeiro lugar em relação ao Euro2004 foi vergonhosa a distribuição dos Estádios, e ponto final!
Incrivel como há uma grande diferença entre Litoral e Interior e os sucessivos Governos continuam a por tudo no Litoral!
O Porquê de no projecto que ganhou o Euro estaria um estádio em Viseu e depois foi tirado? porque Viseu na altura era de câmara PSD e o Governo PS?
Não podem apontar o dedo á pca utilização do Estádio cidade Coimbra porque senão apontavam duas mãos ao Estádio do Algarve!! :| (mais uma vez litoral e zona forte de turismo, precisava mesmo de um estádio para termos lá gente! :|)


Quanto a Hospitais axo que há suficientes é pena é não termos meios humanos dentro deles... é vergonhoso eu estar numa sala de espera 1 hora para me verem depois mandam-m fazer um raio X, estou mais 30 minutos a espera, depois disseram que enviam para o computador do médico, coisa que demoraria para ai 30 segundos, mandam-m para a sala de espera e estou lá mais 2 horas e quando entro no consultório o médico está a jogar Solitário e fica todo atrapalhado quando entro!! É no minimo anedótico saber que isto aconteceu num dia em que so estava eu e outra senhora na sala de espera!! :|

Digam lá de vossa justiça :D

Portem-se...

Avatar do Utilizador
Pedro
Administrador
Administrador
Mensagens: 12047
Registado: quarta-feira, 10 novembro 2004 20:07

Mensagem por Pedro »

Só uma nota: a história do estádio de Viseu não tem nada a ver com a guerra interior/litoral. Quando chegou a altura de decidir os estádios, era necessário atribuir um a Viseu ou Aveiro. Deste modo, foram pedidas candidaturas a ambos, de modo a avaliar qual a melhor. Aveiro entregou um dossier completo, com o projecto do estado, estudo do impacto na zona, orçamento, etc. Viseu enviou um fax de uma folha a dizer que estavam interessados e a perguntar quanto dinheiro o estado dava. Não se podem depois pedir milagres na escolha...

[^spoon^]
Regular
Regular
Mensagens: 152
Registado: quinta-feira, 09 dezembro 2004 21:57

Mensagem por [^spoon^] »

Já t explikei a versão que se sabe em Viseu... :D

Avatar do Utilizador
Pedro
Administrador
Administrador
Mensagens: 12047
Registado: quarta-feira, 10 novembro 2004 20:07

Mensagem por Pedro »

E já te respondi que acho muito difícil ser um "cover up"... principalmente porque aquilo foi dito pela organização do Euro2004 numa entrevista para a televisão e não houve queixas ou críticas de Viseu ;).

[^spoon^]
Regular
Regular
Mensagens: 152
Registado: quinta-feira, 09 dezembro 2004 21:57

Mensagem por [^spoon^] »

Não houve? huh? :shock:
Eh pah desde sair em jornais regionais desde o presidente da câmara a falar na TV etc... :|
É claro que isso teve mais impacto em Viseu...E provavelmente passou ao lado de muita gente...

É um País de Litoral este nosso País!!

Avatar do Utilizador
Pedro
Administrador
Administrador
Mensagens: 12047
Registado: quarta-feira, 10 novembro 2004 20:07

Mensagem por Pedro »

Estou a falar de queixas contestando o motivo, não de queixas contestando a inexistência de estádio.

[^spoon^]
Regular
Regular
Mensagens: 152
Registado: quinta-feira, 09 dezembro 2004 21:57

Mensagem por [^spoon^] »

Queixas...
Primeiro Aveiro pertencer ao Litoral...
Segundo a Câmara ser PSD e Governo PS, como em grande parte das cidades a que o Euro foi ter!

Entre outras...

Avatar do Utilizador
Pedro
Administrador
Administrador
Mensagens: 12047
Registado: quarta-feira, 10 novembro 2004 20:07

Mensagem por Pedro »

Não é isso... o que estou a dizer é que não houve contestação ao motivo anunciado pela organização para excluír Viseu. Eu sei que houve queixas a dizer que foi por a câmara ser de outro partido, por ser do interior e outras coisas... mas ninguém contestou a organização do Euro 2004 quando disse que tinha excluído Viseu devido à tal falta de projecto.