Página 1 de 1

Câmara reserva 1,6 milhões de euros para almoços

MensagemEnviado: terça-feira, 23 julho 2013 11:05
por Pedro
Câmara reserva 1,6 milhões de euros para almoços

Autarquia estima distribuir 4.397 refeições escolares, todos os dias, repartidas por 3.316 alunos do 1.º ciclo e 1.081 crianças dos jardins-de-infância

O convite à apresentação de propostas a cinco fornecedores de refeições escolares transportadas a quente, para o ano lectivo 2013/2014, foi aprovado, ontem, pelo executivo camarário, assim como a proposta dos elementos do júri do procedimento, que, segundo o município, estima uma despesa global de «1.356.516,40 euros, acrescida de IVA à taxa legal em vigor de 23 por cento». Contas feitas, dá 1.668.515,17 euros.

Fonte: Diário de Coimbra


Fazendo as contas, e dependendo de quantos dias servem refeições, diria que dá um valor entre €1 e €2. Não sei se será suficiente para assegurar uma refeição básica, pelo menos com qualidade... mas também suponho que, nesta altura, seja difícil conseguir melhor. Lembro-me de ter visto um programa a indicar que, no Reino Unido, o custo por refeição escolar (apenas ingredientes) andava pelos 50 ou 60 cêntimos... juntando gastos de transporte e confecção, deve ir para a mesma coisa.

Re: Câmara reserva 1,6 milhões de euros para almoços

MensagemEnviado: segunda-feira, 19 agosto 2013 9:26
por Pedro
Refeições escolares de Coimbra serão servidas pela empresa ICA

A ICA – Indústria e Comércio Alimentar, S. A., vai fornecer as refeições escolares do próximo ano letivo no município de Coimbra.

A empresa lisboeta, mas com delegação na Maia, apresentou as melhores propostas para os seis lotes de refeições postos a concurso pela câmara de Coimbra.

Ao todo, a autarquia irá pagar a esta empresa 1,4 milhões de euros no final do próximo ano letivo por refeições a 35 jardins de infância e 49 escolas básicas do 1.º ciclo.

Neste âmbito, é de referir que, na sequência da adesão ao acordo quadro desenvolvido pela Comunidade Intermunicipal do Baixo Mondego (CIM-BM) – que integra 10 municípios –, a câmara procedeu à consulta, por convite, às cinco empresas selecionadas por esta entidade, para a aquisição de serviços para fornecimento de refeições escolares transportadas a quente.
Versão completa na edição impressa

Fonte: As Beiras


Afinal ainda conseguiram poupar 200 mil euros em relação ao valor que tinham previsto inicialmente.

Re: Câmara reserva 1,6 milhões de euros para almoços

MensagemEnviado: quarta-feira, 21 agosto 2013 14:18
por toze
amos la ver se não nos sobem os valores a pagar mensalmente... o ano lectivo passado andava na casa dos 1,70€