E a Mata Nacional do Choupal?

Para conversar e discutir temas relacionados com Coimbra
Avatar do Utilizador
micromys
Experiente
Experiente
Mensagens: 480
Registado: sexta-feira, 05 maio 2006 0:04

Mensagem por micromys »

T3.coimbra Escreveu:
Afecta um cantinho onde há silvas, ervas, degradação e 4 ou 5 árvores sem jeito.

Já te informaste por acaso acerca das vantagens que virão com essa obra, nomeadamente na zona da casa do sal?

Como utilizador diário da ponte do açude acho que uma nova ponte irá ter um impacto favorável no trânsito. Irão, concerteza, haver reestruturações profundas em toda a zona envolvente que trarão qualidade à cidade.

Sinto, contudo, alguma tristeza pelo facto de muitos não se lembrarem (outros simplesmente não conheceram) de como era essa zona que hoje é um canto de silvas, ervas e meia dúzia de árvores insignificantes.
Há alguns anos, ia passear ao domingo de manhã de mão dada com o meu pai ao Choupal, quando a Ideal ainda laborava, quando ainda se passava de automóvel na passagem de nível da Rua do Arnado, quando a passagem de nível da Segurança Social tinha uma casinha do Guarda, e a guarda da linha que lá morava nos dava os bons dias ao domingo de manhã... Lembro-me de ter estado na entrada do Choupal a ver aquela que seria a última cheia antes da entrada em funcionamento da barragem da Aguieira. Algumas memórias são um pouco ofuscadas, outras ainda as mantenho claras como a água do "frigorífico". Na zona onde hoje são as ditas silvas e ervas ficava a entrada do choupal, a ponte do açude não existia e a travessia era feita por uma pequena ponte que ligava à estrada antiga que vai para Bencanta (os restos dessa estrada ficam ao lado da via rápida na zona da escola agrícola, ladeada por plátanos enormes).
A entrada no Choupal era permitida à circulação automóvel até à zona do parque de merendas e cheguei a passar uma vez de carro com os meus pais mesmo dentro da zona do parque (que por algum motivo foi pontualmente permitida). Os restos de alcatrão que se vêem hoje no Choupal são parte dessa estrada que ia desde o túnel da Casa do Sal. Tinha uma vegetação riquíssima com choupos e eucaliptos enormes formando como que um túnel e havia gente por todo o lado. Aquele pântano que se vê hoje logo a seguir à ponte do comboio era um lago de águas verdes transparentes (o frigorífico, devido às água geladinhas) frequentado por muita gente no verão. Algumas pessoas mais corajosas como o pai de um amigo meu atiravam-se da ponte de madeira para o lago.... A margem norte do rio era constituída por um largo muro de blocos de pedra que ficaram soterrados nas obras; ainda há poucos anos se podia ver uma pequena parte desse muro mesmo por baixo da ponte do comboio.

Mas, no entanto, tudo muda e quando construiram a ponte do açude e fixaram o novo leito do rio, toda essa zona de entrada foi destruída. Foi um mal necessário, pois as obras de regularização do Mondego foram imprescindíveis. Com estas memórias que estou a partilhar gostaria de lembrar a alguns e dar a conhecer a outros que o matagal que ali existe hoje em dia que parece não ter valor (e da maneira que está não tem mesmo) era a entrada de um parque de grande orgulho para Coimbra.

Surpreende-me o facto de esta zona de que hoje tanto se fala ter estado votada ao abandono durante quase 30 anos, sem qualquer plano de recuperação, sem qualquer interesse pelos órgãos oficiais, e, enfim, sem a formação de qualquer associação ou plataforma ou seja lá o que for para ajudar sarar a ferida aberta há tantos anos.
Naturalmente que a ocorrência de obras causa um certo caos e destruição nas áreas envolventes, no caso do açude, foi uma ou duas centenas de metros na direcção onde hoje começa o Choupal. Teria sido útil a requalificação do espaço logo após as obras. A construção da nova ponte terá um impacto idêntico destruindo para além da zona de obra. O medo que eu tenho é que essa zona destruída nunca mais seja recuperada após a obras, e daqui a mais 20 ou 30 anos alguém diga que é uma zona de silvas e ervas sem qualquer valor...

Avatar do Utilizador
Pedro
Administrador
Administrador
Mensagens: 12047
Registado: quarta-feira, 10 novembro 2004 20:07

Re: E a Mata Nacional do Choupal?

Mensagem por Pedro »

Mata do Choupal vai ter entrada e saída única

Regularizar as acessibilidades à Mata Nacional do Choupal, criando uma única entrada e saída. Esta é uma das primeiras acções que o futuro Instituto de Conservação da Natureza e Florestas pretende implementar, no âmbito do Plano de Gestão Florestal e de Orientação da Utilização Pública, em execução desde 2011.

João Silva, geógrafo que participou na elaboração do documento, adianta que os visitantes – estimam-se em 200 mil por ano – receberão informação sobre o Choupal, mas também sobre outras áreas de interesse do Baixo Mondego. Ou seja, a mata servirá de «porta de acesso» a mais espaços a visitar, explica João Silva, realçando que, ao definir um ponto único de entrada e saída, o Instituto de Conservação da Natureza e Florestas vai estar também a contribuir para um aumento da segurança de quem procura a mata, seja para lazer, seja para praticar desporto.

Fonte: Diário de Coimbra
Duvido que ter entrada e saída única vá ser a solução para todos os problemas de segurança do Choupal, mas pelo menos vê-se que há alguém a tentar resolvê-los. Esta é uma zona que poderia ser muito melhor aproveitada, mas que muitas pessoas evitam pela reconhecida falta de segurança.

Avatar do Utilizador
Tide
Experiente
Experiente
Mensagens: 358
Registado: sexta-feira, 02 julho 2010 18:40

Re: E a Mata Nacional do Choupal?

Mensagem por Tide »

Eu sinceramente não acho que o Choupal seja inseguro. Há pelo menos 3 anos que vou lá com alguma regularidade (sozinho e acompanhado) e nunca tive uma surpresa desagradável.
No último fim de semana aquilo até estava cheio de gente...

DaniFR
Lendário
Lendário
Mensagens: 1427
Registado: segunda-feira, 01 outubro 2007 21:41

Re: E a Mata Nacional do Choupal?

Mensagem por DaniFR »

Câmara de Coimbra

Desafia Governo a deixá-la mandar na gestão da Mata do Choupal


Secretário de Estado das Florestas e Desenvolvimento Rural assumiu que a estratégia governamental passa por “descentralizar a gestão de espaços públicos, sempre que isso corresponda a um ganho de eficácia e eficiência”

O presidente da Câmara Municipal de Coimbra, João Paulo Barbosa de Melo, lançou, ontem, o desafio de ser a autarquia a gerir a Mata Nacional do Choupal. O secretário de Estado das Florestas e Desenvolvimento Rural, Daniel Campelo, aceitou, «de pronto», o desafio, logo informando que o Governo pretende envolver os municípios na gestão dos espaços verdes públicos, incluindo parques nacionais e naturais, que têm estado sob a responsabilidade do Estado Central.
«O desafio fundamental, em relação ao Choupal, é o de trazer a cidade e as forças da cidade, incluindo o município, mas também a sociedade civil, à gestão deste espaço de uma maneira mais responsável», resumiu Barbosa de Melo, que, em declarações aos jornalistas após a sessão de apresentação do projecto “Floresta Comum”, incluída no programa das comemorações oficiais do Dia Mundial da Floresta, lembrou que «este é um espaço cuja responsabilidade não é camarária, que tem várias entidades que tentam geri-lo, cada um à sua maneira e nem sempre com os mesmos objectivos».

Diário de Coimbra
A CMC já devia estar a gerir o Choupal há muito tempo. O mesmo para a estrada do Choupal, que é da responsabilidade do INAG, que não arranja nem deixa arranjar.

Avatar do Utilizador
Ruizito
Lendário
Lendário
Mensagens: 1035
Registado: terça-feira, 25 março 2008 14:36

Re: E a Mata Nacional do Choupal?

Mensagem por Ruizito »

Não me parece que a CMC fizesse muito melhor se gerisse a mata do Choupal. A avaliar por outros exemplos de gestão do espaço público, e a somar com a falta de financiamento, se calhar pouca diferença fazia.

DaniFR
Lendário
Lendário
Mensagens: 1427
Registado: segunda-feira, 01 outubro 2007 21:41

Re: E a Mata Nacional do Choupal?

Mensagem por DaniFR »

Câmara de Coimbra acusa Governo de estar em silêncio sobre a Mata do Choupal

Existem 16 entidades da administração pública com tutela sobre a mata.


A Câmara de Coimbra denunciou hoje o silêncio do Governo perante as propostas apresentadas pela autarquia para a gestão da Mata Nacional do Choupal, espaço natural que diz estar ao abandono e a necessitar de intervenção urgente.

Numa intervenção realizada nesta quinta-feira junto àquele espaço natural, promovida pelo PS local e intitulada "Deixem Coimbra valorizar o Choupal", foi colocado um painel onde se lê que existem 16 entidades da administração pública com tutela sobre aquele espaço natural "e nenhuma delas é a Câmara Municipal de Coimbra".

"A Câmara aceita tomar conta do Choupal desde que o Governo decida entregar a totalidade do equipamento, deste território, para a gestão municipal. A Câmara embrulhar-se tal como as demais e passar a ser a 17.ª entidade aqui envolvida, isso não. Isso é pouco responsabilizante e nós queremos assumir por inteiro", disse Manuel Machado.

O autarca apontou "a situação difícil" e o "abandono de várias áreas" da Mata Nacional, localizada na entrada oeste da cidade, junto ao rio Mondego.

Entre outros aspectos, Manuel Machado lembrou o estado de deterioração de equipamentos desportivos, alguns que remontam à década de 1980, ressalvando, no entanto, o "esforço dos funcionários" na tentativa de manutenção do espaço natural.

Manuel Machado recordou também a aprovação, em 2010, de um plano de intervenção e gestão pública do Choupal, que definiu um conjunto de acções a realizar, "mas que não foi cumprido", exortando o Governo a assumir as suas responsabilidades.

"Podia e devia ter sido financiado pelo QREN [Quadro de Referência Estratégico Nacional], mas não foi apresentada nenhuma candidatura", lamentou.

Já o líder concelhio do PS, Rui Duarte, questionou o porquê do silêncio do Governo sobre as propostas da Câmara para a Mata do Choupal, sublinhando a "boa-fé" do município em assumir a gestão do espaço.

Para o também deputado Rui Duarte, o Governo "está em blackout" e o silêncio perante as propostas da autarquia "é insultuoso" para os cidadãos que diariamente usufruem daquele espaço natural.

O dirigente socialista disse ainda ter endereçado duas perguntas, uma à ministra Assunção Cristas, que detém a tutela das florestas, e outra ao secretário de Estado do Desporto e Juventude sobre a situação da Mata Nacional do Choupal.

Público

Avatar do Utilizador
micromys
Experiente
Experiente
Mensagens: 480
Registado: sexta-feira, 05 maio 2006 0:04

Re: E a Mata Nacional do Choupal?

Mensagem por micromys »

Será que esta notícia e a inércia da Câmara terão a ver com os recentes arranjos que estão ser feitos na antiga entrada do Choupal, na zona da ponte do açude? Apenas tenho visto de relance quando passo na ponte, mas parece-me que aquilo está a ficar bastante engraçado! E acho que o Machado tem razão, o Choupal entregue a tantas entidades apenas serve para que seja muito difícil fazer o quer que seja... tanto potencial ali parado há imensos anos... Por acaso alguém tem fotos do Choupal dos anos 80?