Parque Verde

Para conversar e discutir temas relacionados com Coimbra
Avatar do Utilizador
Chong Li
Lendário
Lendário
Mensagens: 2236
Registado: terça-feira, 27 setembro 2005 22:32

Re: Parque Verde

Mensagem por Chong Li » domingo, 01 junho 2014 20:03

Com jeitinho ainda constroem habitação para ricos... já não digo nada...
"You break my record. Now I break you. Like I broke your friend!"

CHONG LI! CHONG LI! CHONG LI! CHONG LI!CHONG LI! CHONG LI! CHONG LI! CHONG LI!

Jo@o
Experiente
Experiente
Mensagens: 284
Registado: quinta-feira, 02 abril 2009 13:39
Localização: Coimbra

Re: Parque Verde

Mensagem por Jo@o » quarta-feira, 25 junho 2014 14:51

Alguém sabe de algum desenvolvimento deste espaço? A última que ouvi é que poderia ser para uma praia fluvial...
It's not just music...it´s a state of mind...
para venda

Avatar do Utilizador
Tide
Experiente
Experiente
Mensagens: 358
Registado: sexta-feira, 02 julho 2010 18:40

Re: Parque Verde

Mensagem por Tide » quarta-feira, 25 junho 2014 17:33

Já alguém aí no fórum indicou que o espaço era privado e que o dono estaria a preparar-se para obter rendimento agrícola.
Feedback, blood & destruction.

Avatar do Utilizador
LIC
Experiente
Experiente
Mensagens: 477
Registado: quinta-feira, 11 dezembro 2008 22:04
Localização: com os carrinhos em miniatura

Re: Parque Verde

Mensagem por LIC » sexta-feira, 27 junho 2014 22:27

Tide Escreveu:Já alguém aí no fórum indicou que o espaço era privado e que o dono estaria a preparar-se para obter rendimento agrícola.
Noutro fórum também li isso.

A ver vamos, mas que está inestético, está
Coro da Capela da Universidade de Coimbra
https://www.facebook.com/corocapela.universidadecoimbra

Avatar do Utilizador
Pedro
Administrador
Administrador
Mensagens: 11883
Registado: quarta-feira, 10 novembro 2004 20:07
Localização: Coimbra
Contacto:

Re: Parque Verde

Mensagem por Pedro » sábado, 02 agosto 2014 11:34

CM lança concurso para concessões no Parque Verde

O presidente da Câmara Municipal de Coimbra optou por lançar um concurso público para a concessão da exploração de quatro estabelecimentos comerciais sitos no Parque Verde do Mondego, revelou, hoje, a autarquia.

Manuel Machado prescindiu da alternativa de que dispunha e que consistia em prorrogar, por cinco anos, a actual licença de utilização e exploração, que vigorou durante uma década.

Na sequência da extinção, dentro de três meses, do prazo de validade da licença titulada por alvará, o executivo municipal irá analisar e votar, segunda-feira (04), uma proposta de abertura de concurso público para a concessão dos sobreditos espaços comerciais.

A fracção A corresponde a um estabelecimento de bebidas, a B de restauração, a C de bebidas ou restauração e a D de bebidas (café e/ou geladaria). Os estabelecimentos de restauração ou de bebidas podem dispor, ainda, de espaços destinados a dança, desde que cumpram os requisitos legais aplicáveis.

Como preço base de licitação respeitante ao montante mensal de renda, os concorrentes deverão apresentar, nas suas propostas: fracção A - 1 000 euros; fracção B - 1 500; fracção C - 1 000; fracção D - 400 euros.

Quanto aos critérios de adjudicação, ao valor inerente à renda corresponderá uma ponderação de 60 por cento; a variedade e qualidade dos produtos e serviços prestados tem um «peso» de 20 por cento, cabendo outros 20 à qualidade e originalidade do conceito de exploração e animação.

A Câmara admite concessionar os quatro espaços em conjunto ou individualmente no sentido de suscitar maior concorrência entre os potenciais interessados.

Fonte: Campeão das Províncias
Hmmm... 40% da avaliação é em critérios subjectivos, ponderam a hipótese de concessionar tudo junto... isto tem todo o aspecto de Machadice em formação.

pauloms
Veterano
Veterano
Mensagens: 509
Registado: domingo, 20 agosto 2006 0:16

Re: Parque Verde

Mensagem por pauloms » sábado, 02 agosto 2014 12:12

Pedro Escreveu:
CM lança concurso para concessões no Parque Verde

O presidente da Câmara Municipal de Coimbra optou por lançar um concurso público para a concessão da exploração de quatro estabelecimentos comerciais sitos no Parque Verde do Mondego, revelou, hoje, a autarquia.

Manuel Machado prescindiu da alternativa de que dispunha e que consistia em prorrogar, por cinco anos, a actual licença de utilização e exploração, que vigorou durante uma década.

Na sequência da extinção, dentro de três meses, do prazo de validade da licença titulada por alvará, o executivo municipal irá analisar e votar, segunda-feira (04), uma proposta de abertura de concurso público para a concessão dos sobreditos espaços comerciais.

A fracção A corresponde a um estabelecimento de bebidas, a B de restauração, a C de bebidas ou restauração e a D de bebidas (café e/ou geladaria). Os estabelecimentos de restauração ou de bebidas podem dispor, ainda, de espaços destinados a dança, desde que cumpram os requisitos legais aplicáveis.

Como preço base de licitação respeitante ao montante mensal de renda, os concorrentes deverão apresentar, nas suas propostas: fracção A - 1 000 euros; fracção B - 1 500; fracção C - 1 000; fracção D - 400 euros.

Quanto aos critérios de adjudicação, ao valor inerente à renda corresponderá uma ponderação de 60 por cento; a variedade e qualidade dos produtos e serviços prestados tem um «peso» de 20 por cento, cabendo outros 20 à qualidade e originalidade do conceito de exploração e animação.

A Câmara admite concessionar os quatro espaços em conjunto ou individualmente no sentido de suscitar maior concorrência entre os potenciais interessados.

Fonte: Campeão das Províncias
Hmmm... 40% da avaliação é em critérios subjectivos, ponderam a hipótese de concessionar tudo junto... isto tem todo o aspecto de Machadice em formação.
Não sei quais as áreas das fracções, mas os valores base das rendas não me parecem demasiado elevados. Eventualmente, diria até que são bem em conta...

Avatar do Utilizador
Lopes
Experiente
Experiente
Mensagens: 206
Registado: quarta-feira, 12 dezembro 2007 10:11

Re: Parque Verde

Mensagem por Lopes » segunda-feira, 04 agosto 2014 16:58

Aspecto de Machadice / Rendas em atraso .....tem tudo a ver!!

Avatar do Utilizador
Pedro
Administrador
Administrador
Mensagens: 11883
Registado: quarta-feira, 10 novembro 2004 20:07
Localização: Coimbra
Contacto:

Re: Parque Verde

Mensagem por Pedro » terça-feira, 05 agosto 2014 9:57

Câmara vai negociar com concessionário

Manuel Machado vai agora reunir para esclarecer dúvidas contratuais para depois decidir.

Manuel Machado foi ontem mandatado, por unanimidade, para negociar com o concessionário que explora o Parque Verde do Mondego a eventual prorrogação, por cinco anos, do alvará cujo prazo termina no final de Outubro. Fica assim, pelo menos para já, adiado o anunciado lançamento de novo concurso, mas são várias as questões que os vereadores pretendem ver clarificadas nesta negociação.

Fonte: Diário de Coimbra
Então afinal foi apenas um truque para tentar conseguir mais alguma coisa...?

DaniFR
Lendário
Lendário
Mensagens: 1427
Registado: segunda-feira, 01 outubro 2007 21:41
Localização: Antanhol, Coimbra

Re: Parque Verde

Mensagem por DaniFR » terça-feira, 05 agosto 2014 13:51

Câmara diz que bares do Parque Verde devem mais de 9 000 Euros das rendas

Parque Verde do Mondego. Autarquia discute a possibilidade da realização de concurso para nova concessão. Manuel Machado diz que o concessionário deve mais de 9 Mil Euros de rendas. (...)
fonte
Imagem

Avatar do Utilizador
Lopes
Experiente
Experiente
Mensagens: 206
Registado: quarta-feira, 12 dezembro 2007 10:11

Re: Parque Verde

Mensagem por Lopes » quarta-feira, 06 agosto 2014 14:03

Pelos preços que praticam, deviam e podiam ter as rendas em dia ....pelo menos isso!!

JPMATRIX
Regular
Regular
Mensagens: 189
Registado: terça-feira, 08 junho 2010 3:06

Re: Parque Verde

Mensagem por JPMATRIX » quarta-feira, 06 agosto 2014 23:53

antes pelo contrario, com aqueles preços numa cidade de estudantes ninguém lá vai e os que vão consomem pouco, nas noites que lá vou os bares do meio estão sempre vazios e os das pontas nem a metade.

é beber uma cerveja e acabou a noite, pelo mesmo valor na sè velha bebo 5.

Quem lá vai sabe que está a ser roubado.

Avatar do Utilizador
bluestrattos
Lendário
Lendário
Mensagens: 2159
Registado: domingo, 06 março 2005 22:49
Localização: Dublin, Ireland

Re: Parque Verde

Mensagem por bluestrattos » quinta-feira, 07 agosto 2014 9:41

JPMATRIX Escreveu:antes pelo contrario, com aqueles preços numa cidade de estudantes ninguém lá vai e os que vão consomem pouco, nas noites que lá vou os bares do meio estão sempre vazios e os das pontas nem a metade.

é beber uma cerveja e acabou a noite, pelo mesmo valor na sè velha bebo 5.

Quem lá vai sabe que está a ser roubado.
Essa frase pode ter dois sentidos, dada a fauna que popula aquela zona :roll:

JPMATRIX
Regular
Regular
Mensagens: 189
Registado: terça-feira, 08 junho 2010 3:06

Re: Parque Verde

Mensagem por JPMATRIX » quinta-feira, 07 agosto 2014 18:40

agora que falas nisso...

Avatar do Utilizador
Ricky147
Lendário
Lendário
Mensagens: 1007
Registado: segunda-feira, 04 setembro 2006 11:53
Localização: Coimbra

Re: Parque Verde

Mensagem por Ricky147 » terça-feira, 26 agosto 2014 10:26

Quem explora os bares das "Docas" é o proprietário do Rock Planet. Diz-se por aí que foi feito um investimento de um milhão de euros no espaço da Praça da República e que seriam os bares do Parque Verde que estariam a pagar o investimento do Planet. Assim pode-se entender as rendas em atraso...
Ricardo Nuno

Avatar do Utilizador
Pedro
Administrador
Administrador
Mensagens: 11883
Registado: quarta-feira, 10 novembro 2004 20:07
Localização: Coimbra
Contacto:

Re: Parque Verde

Mensagem por Pedro » quarta-feira, 29 outubro 2014 10:04

“Entrada de leão” sem saída na concessão das “Docas”

Na véspera de expirar o prazo da concessão dos bares das chamadas “Docas” de Coimbra, sitas no Parque Verde do Mondego, o presidente do Município limita-se a dizer que o futuro daqueles espaços está “a ser tratado”, apurou o “Campeão”.

Manuel Machado foi incumbido, pelo executivo camarário, há dois meses e meio, de analisar o assunto com a entidade concessionária, mas nada transpareceu, e o seu gabinete privilegia o laconismo.

Como noticiou o nosso Jornal na edição impressa de 14 de Agosto [de 2014], houve orientação dada pelo líder do Município no sentido da abertura de concurso público para a concessão da exploração de quatro estabelecimentos comerciais sitos no Parque Verde do Mondego. Tal orientação está datada de 08 de Janeiro, três meses antes de o concessionário invocar interesse na prorrogação.

O agrupamento complementar de empresas denominado Complexo Verde do Mondego - Actividades Hoteleiras manifestou, há meio ano, o seu interesse em continuar, fazendo uso da prerrogativa inerente à “possibilidade de prorrogação” até 2019.

Ao alvará atribuído ao Complexo Verde, em 2004, corresponde licença por uma década e hipótese de prorrogação, por cinco anos, mediante requerimento.

A pretensão foi formulada, em Abril, mas, no mês seguinte, o presidente da Câmara Municipal de Coimbra reiterou o alcance do despacho proferido a 08 de Janeiro.

Em meados de Maio, o edil ordenou que o concessionário da exploração dos estabelecimentos das chamadas “Docas” fosse notificado para regularizar uma dívida estimada em 12 000 euros.

O gestor António Silva – que declina, agora, prestar declarações – fez notar à autarquia ter havido lugar à promoção de “mais de 2 500 actuações de música e espectáculos ao vivo” e a investimento de 1,50 milhões de euros em infra-estruturas, equipamentos e benfeitorias.

O presidente da CMC divulgou, no Verão, a sua opção pelo lançamento de um concurso público para a concessão da exploração dos referidos estabelecimentos comerciais.

O Complexo Verde é constituído por quatro sociedades, a Lima e Jesus, a Vendária (de António Calvete), uma de José Gil Lopes (A Taberna) e outra de Rogério Simões da Silva.

A fracção A das “Docas” corresponde a um estabelecimento de bebidas, a B de restauração, a C de bebidas ou restauração e a D de bebidas (café e/ou geladaria). Os estabelecimentos de restauração ou de bebidas podem dispor, ainda, de espaços destinados a dança, desde que cumpram os requisitos legais aplicáveis.

Manuel Machado pôs a hipótese de a concessão da exploração dos quatro espaços ser efectuada em conjunto ou individualmente no sentido de suscitar maior concorrência entre os potenciais interessados.

Fonte: Campeão das Províncias
Pela notícia, fica a ideia que não há interessados e vai continuar tudo na mesma (a menos que o Machado esteja a guardar algum segredo).

Responder