Data/Hora: terça-feira, 17 setembro 2019 20:23


habemvs papam

O geral das generalidades... para discutir tudo!
Avatar do Utilizador
|zype|
Experiente
Experiente
 
Mensagens: 220
Registado: segunda-feira, 12 setembro 2011 0:13
Localização: Santa Clara

Re: habemvs papam

Mensagempor |zype| » segunda-feira, 11 fevereiro 2013 15:18

fiquei boquiaberto quando soube :o
ESEC

Avatar do Utilizador
banjix
Lendário
Lendário
 
Mensagens: 1634
Registado: quinta-feira, 23 fevereiro 2006 18:28
Localização: Lousã

Re: habemvs papam

Mensagempor banjix » terça-feira, 12 fevereiro 2013 19:55

O problema é que este Papa é demasiado conservador. Numa altura em que a Igreja se devia adaptar mais à nossa Sociedade, de modo a cativar mais fiéis, é exatamente ao contrário. Pior ainda, quando a Igreja é assolada por casos polémicos que em nada a beneficiam, como os casos de pedofilia, por exemplo.
Juízo eu tenho, o problema é utilizá-lo poucas vezes.

Avatar do Utilizador
Pedro
Administrador
Administrador
 
Mensagens: 11860
Registado: quarta-feira, 10 novembro 2004 21:07
Localização: Coimbra

Re: habemvs papam

Mensagempor Pedro » quarta-feira, 13 março 2013 21:14

Argentino Bergoglio é o novo Papa e chama-se Francisco I

Argentino tem 76 anos e será o primeiro sul-americano a dirigir a Igreja Católica.

O novo Papa foi eleito nesta quarta-feira. O fumo branco saiu às 18h06 da chaminé da Capela Sistina, indicando que um nome recolheu os votos de dois terços dos cardeais. Uma hora depois, Francisco I falou pela primeira vez como Papa.

Fonte: Público


Tendo em conta que foi a idade que levou o Papa anterior a renunciar, não sei se terá sido boa ideia escolher um com 76 anos...

Marylu
Novato
Novato
 
Mensagens: 29
Registado: sábado, 18 agosto 2012 15:27

Re: habemvs papam

Mensagempor Marylu » quarta-feira, 13 março 2013 23:18

Quanto à idade penso que está dentro da média dos elegíveis; pode sempre fazer como o Bento XVI e renunciar quando a idade já não lhe permitir continuar no cargo. Tendo em conta a sua origem, penso que foi uma boa escolha; pode ser que traga à Igreja Católica uma nova perspectiva, que a aproxime mais das pessoas e se centre nas questões essenciais.

Avatar do Utilizador
Pedro
Administrador
Administrador
 
Mensagens: 11860
Registado: quarta-feira, 10 novembro 2004 21:07
Localização: Coimbra

Re: habemvs papam

Mensagempor Pedro » quinta-feira, 22 agosto 2013 15:33

“Olá, sou o Papa Francisco, podemos tratar-nos por tu”

Stefano Cabizza, 19 anos, estudante de engenharia em Pádua, Itália, escreveu uma carta ao Papa Francisco. O líder da Igreja Católica respondeu-lhe, com uma chamada telefónica. “Sou o Papa Francisco, podemos tratar-nos por tu”, disse, quando Stefano atendeu a chamada, no domingo.

“Rimo-nos e brincámos durante oito minutos. Disse-me que Jesus e os apóstolos se tratavam também por tu. Pediu-me que rezasse muito por ele, deu-me a bênção e senti despertar em mim uma grande força”, contou Stefano, segundo o jornal Gazzettino de Veneza.

Ao contrário de Bento XVI, Francisco telefona directamente para qualquer pessoa. É uma grande mudança nos hábitos do Vaticano, afirma uma fonte da secretaria de Estado.

Recentemente, por exemplo, o Papa ligou a um italiano que ficou paralisado depois de um acidente de carro e que acabara de perder um irmão num assalto. Questionou-o sobre o significado da vida. Outras vezes liga para amigos, crentes e não crentes, em Itália ou na Argentina. E até telefona para jornalistas, que conheceu enquanto cardeal, para saber novidades de um familiar doente, do resultado de um exame ou celebrar um aniversário.

Adepto do contacto directo e privilegiando os jovens, como deu mostras nas Jornadas Mundiais da Juventude, que decorreram no Brasil, o Papa recebeu esta semana um grupo de mais de 200 alunos, católicos e budistas, de uma escola japonesa. Falou-lhes da importância do diálogo e da tolerância inter-religiosa, sem qualquer menção aos confrontos de que são palco países como o Egipto ou a Síria. “Qual é a atitude mais favorável ao diálogo? A empatia, a capacidade de conhecer pessoas e culturas em paz, a capacidade de fazer perguntas inteligentes, de ouvir e de falar. É este diálogo que faz a paz. Todas as guerras e todas as lutas estão relacionadas com a falta de diálogo”

Fonte: Público


Voltando a ressalvar o facto de eu ser ateu, o que me distancia um bocado desta situação, diria que este Papa tem (e positivamente, diga-se) transmitido uma imagem completamente oposta à do anterior e mais em linha com aquilo que o Catolicismo deveria representar. Parece-me ser algo que a Igreja Católica precisava.

Anterior

Voltar para Geral

Quem está ligado:

Utilizador a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante